Voltar para  >  INICIAL

 

SOBRE A RÁDIO
- Quem somos
- Diretoria da rádio
- Chat

- Contato

 

CONHEÇA
- Música Clássica
- Música Sertaneja
- Música de Raiz

- Música Romântica
- Rock nacional

- MPB - História

- Samba

- Hip-Hop e Rap

- Grandes Orquestras

 

MAIS... Sobre musica

- Nossa Cultura Musical

- Musica Regional

- Recordar

- Música e Saúde

- Gentileza e bem estar

 

SOBRE O JORNAL
- A Gazeta Valeparaibana
- Fale conosco
-
Administração

- Redação

- Novos Autores

- Tribuna Popular

- Denúncias

- Correio Escola

BIBLIOTECA
- Biblioteca PDFs e artigos

COMPÊNDIOS
- Vale do Paraíba
- Litoral Norte Paulista
- Serrana Mantiqueira
- Região Bragantina

- Região Alto Tietê

- Manual Ecológico

 

====================

 

Reservado

 

A Boa musica e a sua saúde

 

Todo mundo gosta de música, só vive com saúde quem pode apreciar uma boa música. Um estudo desenvolvido na Finlândia mostrou que a utilização de músicas em tratamentos de pacientes deprimidos pode auxiliar mais do que a própria medicação.


O estudo foi feito com 79 pessoas que sofrem de depressão e que estavam em tratamento por meio de terapia comum e medicamentos. Outras 33 fizeram sessões adicionais de terapia musical. Depois de três meses de estudo, os pacientes que participaram dos dois métodos de terapia apresentaram menos sintomas de ansiedade e depressão e se mostraram mais funcionais em suas atividades cotidianas do que os demais.


O pesquisador Jaakko Erkkila, da Universidade de Jyvaskyla, afirma que a obtenção destes resultados positivos se deve à capacidade que a música possui de fazer as pessoas entrarem em contato com seus sentimentos mais íntimos.


Por isso se você anda meio desanimado procure ouvir mais música e poderá melhorar sua saúde e viver mais e com mais qualidade.

 

DEPRESSÃO (Conheça algumas das causas e tente evitar e ao mesmo tempo relaxar com uma boa musica)

Depressão é uma doença que se caracteriza por afetar o estado de humor da pessoa, deixando-a com um predomínio anormal de tristeza. Todas as pessoas, homens e mulheres, de qualquer faixa etária, podem ser atingidas, porém mulheres são duas vezes mais afetadas que os homens. Em crianças e idosos a doença tem características particulares, sendo a sua ocorrência em ambos os grupos também frequente.

 

A depressão pode ser causada por várias razões, fora as mais comuns, encontrei no site Terra uma relação de treze motivos que levam uma pessoa a ficar depressivo. É uma relação bem incomum, mas é sempre interessante conhecer.


-  Cirurgia plástica: estudos verificaram que mulheres que passaram por procedimentos de cirurgia plástica têm mais chances de se tornarem depressivas um ou dois anos após a operação.


-  Dieta do Dr. Atkins: este regime propõe o consumo de carnes e gorduras e o corte dos carboidratos, que leva à queda dos níveis de serotonina, trazendo sentimentos de raiva e tristeza.


-  Procrastinar: adiar as tarefas ou deixar tudo para a última hora pode causar atrasos, confusões e estresse. O hábito pode ser uma causa de quadros de depressão.


- Dieta vegetariana: pessoas que não consomem produtos de origem animal podem sofrer com a falta de ácidos graxos essenciais à saúde, o que pode levar à depressão.


- Excesso de tecnologia: estar constantemente conectado à internet, falando ao telefone ou fazer uso de outros aparelhos tecnológicos aumenta as chances de depressão. Uma pesquisa mostrou que as pessoas que navegavam excessivamente tinham duas vezes e meia mais chances de ficar depressivo.


- Hipertireoidismo: o funcionamento anormal da glândula tireóide é uma causa normalmente associada a alterações de humor e à depressão. Segundo estudos, a produção de muitos hormônios leva à irritação.


- Cigarro: de acordo com um estudo, fumar pode elevar os riscos de desenvolver depressão em até 93%. A sensação de relaxamento oferecida pela nicotina, uma das substâncias do cigarro, é apenas temporária, devido ao estímulo da dopamina.


- Remédios: remédios para controle da pressão arterial e também para tratamento de problemas de pele, como acne e psoríase contêm substâncias que podem contribuir para o quadro depressivo. Os responsáveis seriam os betabloqueadores presentes nas fórmulas.


- Consumo de café e chás: a substância neste tipo de bebida pode levar à sensação de cansaço e tristeza, por isso, a recomendação é desfrutar da última xícara de café até às 16h.


- Luzes: o excesso de luzes afeta o cérebro negativamente, segundo estudo. A exposição à muitas luzes no quarto, nas ruas ou à TV pode causar alterações e trazer sintomas associados à depressão.


- Rosquinhas: doces podem fazer mal não só à boa forma, como também à saúde mental. A entrada de açúcar no sangue tem o poder de causar bem-estar imediato, mas quando a substância é absorvida pelo corpo o que acontece é um estado de tristeza pior do que o anterior.


- Pílula anticoncepcional: estudos feitos desde 2005 verificaram alterações de humor e também nos níveis de serotonina em usuárias deste método contraceptivo.


Temperatura: o excesso de sol pode estar ligado à depressão; em períodos quentes, o corpo sofre alterações hormonais, produzindo menos hormônio da tireóide o que leva à falta de energia.

Produção de programas: Rede Vale Editora

   Editor Responsável: Filipe de Sousa

Formiguinhas do Vale 2005@ todos os direitos reservados